quinta-feira, 31 de março de 2016

Processo criativo: Coleção Da Natureza



Olá! Vim aqui dividir com você o processo criativo da nova coleção que estou criando: Da Natureza.
Sempre que estou fazendo algum trabalho novo, gosto de fazer uma busca de referências em livros, sites, blogs, revistas, filmes, etc. Mas nem sempre encontro detalhes de como alguns projetos foram criados, por isso quero compartilhar meus processos aqui!

Há alguns meses estou muito interessada no tema natureza, não só em seus aspectos estéticos (com possibilidades inesgotáveis de inspiração), mas principalmente em um questionamento que venho me fazendo já faz um tempo: o que está acontecendo com o mundo? Digo isso no sentido de que vejo eu mesma e as pessoas ao meu redor cada dia mais distantes de algo no qual todos nós pertencemos: a natureza. Não temos intimidade alguma com a terra, com os alimentos que saem dela, com as plantas, com os animais.

As justificativas das grandes industrias para gerar lucro são sempre mais importantes do que qualquer coisa que beneficie o meio ambiente, os fins sempre justificam os meios. Comida que fica pronta em questão de minutos, tecnologias com função de nos tornar mais preguiçosos, meios de transporte individualistas...acho que tem alguma coisa errada nessa história.
Além disso, entender que nossas escolhas de consumo também fazem parte desse modo de vida que estamos levando, é fundamental!

Então foi a partir destes questionamentos que surgiu essa coleção. Minha ideia está sendo a de resgatar e me sentir abraçada pela natureza, por sua beleza e sua vida. E a minha maneira de tratar desse assunto foi obviamente com ilustrações, me inspirei principalmente em plantas e pássaros, alguns reais e outros imaginários.

Estes foram os primeiros esboços que surgiram e que eu transformei em colares e outros objetos. Experimentei bastante com aquarela, lápis de cor e nanquim, veja só:







Ah e sobre os colares, o processo de criação é muito trabalhoso, pois eu compro os pingentes fora do Brasil (não consigo achar um lugar que venda aqui!), depois é preciso arrumar os arquivos no tamanho certo do pingente, recortar um por um, fixar no local exato, passar uma camada de verniz e depois a parte mais complicada: colocar resina.
Sério, gente, é muito complicado! Talvez por ter feito poucas vezes ou por ser difícil mesmo, mas a maioria das peças não fica boa o suficiente para vender, pois ou surgem bolhas ou o papel sofre alguma alteração de cor em contato com a resina. Sem falar que fede horrores quando está líquida!
Estou pensando se vou continuar a fazer esse colares, ainda não sei :/







Outras peças que tive a ideia de fazer foram esses vasinhos de barro que pintei à mão. A intenção é estimular as pessoas a plantarem umas graminhas de gato, já que junto do vasinho vem uma pá e um saquinho de sementes.





Ainda não finalizei todos os produtos dessa coleção, mas estou muito feliz em fazê-la porque surgiu de uma forma bem natural, exprimindo o momento atual que estou vivendo.
Ah e pra demonstrar minha alegria, vou disponibilizar para download free, um calendário das flores mensalmente. O de abril já pode ser baixado clicando AQUI!


Pra ver mais fotos e detalhes sobre esses produtos, é só entrar na minha LOJINHA!

É isso!
:D

2 comentários:

  1. Bom dia, Natália!
    Voando de outro blog caí aqui.
    Parabéns pelo belíssimo trabalho.
    Sei bem o que sente, pois minha vida toda foi em contato com a natureza e sinceramente, o que sinto hoje em dia, é como se eu fosse uma "ET". Não entendo o que está acontecendo com as pessoas, parecem todas alienada a tudo. Eu preciso de verde e de animais perto de mim.
    Já fiz vários artesanatos incorporando a natureza e sei bem como se sente ao cria isso. Babei na sua coleção de pássaros, pois já os usei várias vezes em meus trabalhos.
    Os colares ficaram lindos, pena que tem ainda essa questão da resina (fede mesmo! rsrs) que altera a cor. Espero que em breve encontre uma solução, pois com certeza, agradarão a muitos.

    Abraços e feliz dia,
    Márcia.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Márcia! Que bom que gostou do meu trabalho e que se sente como eu!
    Em relação a resina, já estou quase desistindo dela mesmo, infelizmente, pois as peças que ficam boas me deixam apaixonada!
    Abraço!!!

    ResponderExcluir