quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Como ganhar dindim com ilustração



Olá!
Vira e mexe alguém me manda um direct no instagram, uma mensagenzinha no facebook ou algum e-mail com várias dúvidas sobre como é a vida de um ilustrador.
Pois é, esse post serve pra responder essas questões e ainda dar dicas pra vocês ganharem uma graninha com os desenhim de vocês.

Em primeiro lugar, é possível sim ter uma renda sendo ilustrador. Basta olhar ao seu redor! Quase tudo tem ilustração, no corpo das pessoas em tatuagens, na estampa das roupas, na embalagem de praticamente todos os produtos que consumimos, nas placas de trânsito, no comercial da tv, na capa dos livros...eu poderia ficar aqui o dia todo só dando exemplos disso. O que eu quero dizer com isso é que existem infinitas possibilidades quando o assunto é ilustração, sacou?
Então vamos lá!

TRANSFORME SEUS DESENHOS EM PRODUTOS

Uma ideia simples mas que super funciona, você pode fazer pôsteres, canecas, camisetas, quadros, etc. A parte chata é que não é tarefa fácil achar bons fornecedores, eu mesma vivo tendo dificuldades com isso. Por outro lado, por não conseguir bons fornecedores, acabei aprendendo a fazer muitos produtos em casa, o que é muito legal e agrega valor demais! É o famoso handmade!
Além disso, faça um estudo do mercado olhando outras pessoas que produzem coisas semelhantes, veja preços, formas de apresentação, embalagens, calcule o quanto vai gastar pra produzir e o quanto aquilo vai te dar de lucro.

olha onde foi parar a aquarela floral que fiz!


SUA PRÓPRIA LOJA VIRTUAL

Existem várias plataformas que oferecem a possibilidade de ter sua própria lojinha pagando barato. Mas você também pode criar a sua própria (se você maja de programação) ou terceirizar isso. A minha eu fiz pelo site ILURIA e achei relativamente fácil mexer, porém requer tempo, paciência e alguma habilidades com programas de edição de imagem, como photoshop.

dá sim pra ter uma lojinha que seja a sua cara pagando pouco


PARTICIPE DE FEIRAS

Se tem uma coisa que eu gosto é de participar de feiras, nelas dá pra conhecer pessoas que gostam do seu trabalho pessoalmente, conversar, ouvir dicas e sugestões, é tudo de bom! Só que é bem cansativo, eu por exemplo, passo + ou - uma semana criando produtos, arrumando embalagens e pensando formas melhores de expor meu trabalho. E quando chega o dia da feira o trabalho é maior ainda e às vezes pode acontecer de as vendas não serem as melhores, então fique de olho na quantidade e no tipo de público que a feira vai atrair e principalmente o valor que cobram pra você participar dela.




PROCURE LOJAS PARA REVENDER

Existem várias lojas que são abertas a novos negócios e produtos autorais no Brasil, inclusive, lojas colaborativas são uma super tendência do mercado.Tem as que alugam um espaço pras marcas dentro da loja, as que ficam com uma porcentagem sobre as vendas e as que fazem os dois. Dê uma pesquisada na sua cidade, assim você divulga seu trabalho na própria redondeza e economiza com o frete!
uma das lojinhas que estou revendendo minhas coisas

FAÇA PARCERIAS

Ainda seguindo essa ideia acima, dá pra levar seus produtos pra lojas de outros ramos, como por exemplo, cafés e bares. Uma ideia é propor à empresa decorar o ambiente da loja e em troca eles vendem seus produtos que estarão lá expostos. Mas tipo, não seja sem noção, se seu trabalho não tem nada a ver com a loja nem adianta tentar, né?

FAÇA FREELAS, BABY


viu como ilustrações são coisas maravilhosas que podem deixar qualquer material mais atraente?

Como eu já disse, demanda existe! Agora você precisa saber em qual ramo você se encaixa, se é com ilustração de livros, com o mercado publicitário, com a área de moda, enfim, áreas de atuação é o que não faltam. Ah e NUNCA esqueça que existe uma lei de direitos autorais que te protege enquanto autor, ok? Mas isso é papo pra outro post que farei futuramente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário